CEO – Por que este cargo é tão desejado?

Você está aqui:>, Carreira, Destaques>CEO – Por que este cargo é tão desejado?
  • o que e ceo

CEO – Por que este cargo é tão desejado?

Tornar-se o CEO de uma grande empresa é um objetivo em sua carreira? Qual seria a motivação principal que o leva a buscar esse caminho?

Mas você sabe quais são as atribuições e as responsabilidades desse posto em particular?

Neste artigo, vamos conhecer mais sobre o perfil desses executivos, através de definições e dos exemplos de alguns conhecidos CEO’s.

Você sabe o que é CEO?

CEO é a sigla para Chief Executive Officer, que de forma simplificada pode ser traduzida como Diretor Executivo.

Esse executivo está no topo da hierarquia de uma empresa e é a sua maior autoridade. É ele quem zela pelas estratégias, pela visão e pelos valores da organização.

Nem toda empresa tem um CEO. O cargo é mais comum nas grandes multinacionais, onde também encontramos outros cargos específicos para os diretores de diferentes setores, como:

  • COO (Chief Operating Officer),
  • CFO (Chief Financial Officer),
  • CIO (Chief Information Officer),
  • CMO (Chief Marketing Officer),
  • CPO (Chief Product Officer),
  • CTO (Chief Technical Officer),
  • Outros.

Apesar de estar no alto da hierarquia, o CEO não pode exercer sua liderança de forma arbitrária. Ele se reporta ao conselho de administração da empresa, que representa os investidores e é presidido pelo chairman.

O que faz o CEO de uma empresa?

Antes de tudo, o CEO carrega consigo toda responsabilidade pelo sucesso da empresa.

Por outro lado, as atribuições desempenhadas diretamente por ele podem variar de uma organização para outra, embora, de uma forma geral, envolvam as seguintes funções:

  • Definição da estratégia da empresa: com o auxílio de sua equipe, cabe ao CEO posicionar a empresa no mercado e dar um direcionamento à sua atuação;
  • Modelagem da cultura e dos valores da organização: o comportamento pessoal do mais alto executivo torna-se um parâmetro para todos na empresa;
  • Condução da equipe executiva sênior: o CEO nomeia e motiva líderes, procurando manter uma equipe coesa e alinhada;
  • Definição da política de investimentos: através da elaboração e acompanhamento de orçamentos, o CEO prioriza os investimentos que apresentam maior alinhamento com a estratégia definida;
  • Execução de medidas determinadas pelo Conselho de Administração: principalmente quando o Conselho decide intervir de forma mais direta nos rumos da organização, cabe ao CEO fazer essa intermediação.

A CEO da SAP Brasil

A subsidiária brasileira da SAP é dirigida desde 2013 por Cristina Palmaka.

Com formação em Ciências Contábeis pela FAAP, pós-graduação e MBA pela FGV e pela Universidade do Texas, Cristina tem mais de 30 anos de atuação profissional.

Ela trabalhou por 15 anos na Phillips, depois por 10 anos na HP, teve uma rápida passagem pela SAP Brasil e foi para a Microsoft, de onde saiu 3 anos depois, para retornar à SAP Brasil, aceitando o convite para ocupar o posto de CEO.

Em 2016, Cristina recebeu o título de Executivo de Valor, concedido pelo jornal Valor Econômico.

O CEO da SAP global

O comando global da SAP está atualmente nas mãos de William R. McDermott, mais conhecido como Bill McDermott.

McDermott é formado em Administração de Empresas pela Dowling College, com MBA pela Kellogg School of Management e extensão no Programa de Desenvolvimento de Executivos da Wharton School of Business.

Trabalhou por 17 anos na Xerox, foi presidente da Gartner e vice-presidente executivo de vendas e operações da Siebel Systems.

Em 2002, tornou-se CEO da SAP America. Passou pelo Conselho Executivo da SAP em 2008 e em 2011 foi nomeado diretor executivo adjunto da SAP AG (a matriz).

Em 2014, McDermott tornou-se o primeiro norte-americano a assumir o posto mais elevado da SAP global.

Além de vencedor de vários prêmios, McDermott também passou a ser, a partir de 2016, o executivo mais bem remunerado entre as empresas com ações negociadas na Bolsa de Frankfurt.

Conheça alguns CEO’s famosos

Nos últimos anos, alguns CEO’s tornaram-se muito populares, não só no meio empresarial, mas também como verdadeiras celebridades.

De fato, comandando empresas inovadoras, eles trouxeram novos produtos, serviços e hábitos para milhões de pessoas em todo o mundo.

Assim são os casos de executivos como:

  • Bill Gates: o fundador da Microsoft foi também o CEO da empresa até o ano 2000; foi um dos principais responsáveis pela popularização dos computadores pessoais nos anos 1980 e 1990;
  • Eric Schmidt: foi contratado em 2001 pelos fundadores do Google, principalmente para consolidar o lado comercial da empresa; foi CEO do Google entre 2001 e 2011;
  • Larry Page: um dos fundadores do Google, Page tornou-se o CEO da empresa em 2011; ficou no cargo até 2015;
  • Steve Jobs: Jobs talvez seja o mais popular e cultuado CEO da história recente; fundador da Apple, Jobs foi o CEO da empresa entre 1997 e 2011, deixando o cargo poucos meses antes de sua morte;
  • Mark Zuckerberg: é o fundador e atual CEO do Facebook. Em 2014, o Facebook adquiriu o WhatsApp, consolidando ainda mais a empresa como uma das gigantes da atual onda tecnológica;
  • Jeff Bezos: fundador e atual CEO da Amazon. Embora seja essencialmente uma empresa de comércio e não de tecnologia, a Amazon também se insere no grupo das empresas de ponta da atualidade, tendo inovado na maneira como se faz comércio com os atuais recursos tecnológicos.

Por que o cargo de CEO é tão desejado?

Embora o cargo de CEO seja marcado pelo status e por elevada remuneração, certamente não são esses os fatores que mais atraem os executivos a esse posto.

Inegavelmente, o universo dos executivos de alto escalão é muito competitivo, composto por pessoas altamente motivadas, por desafios ou paixões.

Assim, alcançar a posição de CEO em uma grande corporação é, ao mesmo tempo, o ápice da carreira e o mais estimulante dos desafios a enfrentar.

Portanto, se você se vê movido pela paixão ou pelo desafio, já carrega consigo o mesmo combustível dos grandes executivos que vêm revolucionando os mercados.

Saiba o salário de alguns CEO’s

Assim como são grandes os desafios e as responsabilidades, grande também pode ser a remuneração de um CEO.

Só para ilustrar, na lista dos mais bem pagos no mundo em 2017, a remuneração anual desses executivos variava entre 43,1 e 103,2 milhões de dólares.

Faziam parte da lista empresas como TripAdvisor, Time Warner, CBS e outras, mais conhecidas do público norte-americano.

Por outro lado, Jeff Bezos, da Amazon, recebeu naquele ano “modestos” 1,6 milhão de dólares como remuneração pelo cargo.

Da mesma forma, no Brasil, a CVM (Comissão de Valores Mobiliários) divulgou a relação das remunerações mais elevadas pagas a diretores executivos de grandes empresas do país.

Nessa lista, encontramos valores nas seguintes ordens de grandeza:

  • O maior salário pago a um diretor da Vale do Rio Doce foi de R$ 58,5 milhões;
  • No Itaú, R$ 40,9 milhões;
  • No Bradesco, R$ 15,9 milhões;
  • Na Braskem, R$ 13,1 milhões;
  • Na CPFL, R$ 9,7 milhões;
  • Na CSN, R$ 4,9 milhões.

Conclusão

Ao contrário do que alguns possam imaginar, ser o CEO de uma grande empresa não é ocupar uma suíte na primeira classe. É assumir o posto na cabine de comando e, literalmente, pilotar a empresa.

CEO – Por que este cargo é tão desejado?
5 (100%) 1 voto

Sobre ou Autor:

Bacharel em Ciências da Computação, seu perfil profissional está solidamente construído com experiência no sistema SAP ERP. São mais de 19 anos de utilização, com projetos de implantação, upgrade, melhorias, suporte e treinamentos.

Deixar Um Comentário

error: Desculpe, a cópia de conteúdo não é permitida.