O que é computação na nuvem?

Você está aqui:>>>O que é computação na nuvem?
  • Computacao em Nuvem

O que é computação na nuvem?

A computação na nuvem (ou cloud computing) está, sem dúvida, entre as grandes inovações tecnológicas dos últimos anos.

Considerando-se que ela pode oferecer mais e melhores recursos tecnológicos por custos reduzidos, é natural que as empresas a adotem.

Mas de quais recursos tecnológicos estamos falando exatamente?

Neste artigo veremos como a computação na nuvem pode oferecer uma solução completa e muito vantajosa para as empresas.

Computação na nuvem: definição

Resumidamente, podemos definir a nuvem como uma estrutura virtual formada por diversos recursos computacionais distribuídos, que pode ser acessada a partir de uma simples conexão com a internet.

Assim, a nuvem pode disponibilizar para as empresas uma gama completa de serviços, gerados a partir de recursos como servidores virtuais, softwares em geral, discos para armazenamento de dados, etc.

Com efeito, essa variada oferta de serviços é capaz de substituir, com vantagens, toda a estrutura de TI que grandes empresas mantêm, ou mantinham, em suas dependências.

Tipos de serviço oferecidos na nuvem

Existem diferentes tipos de serviço disponíveis na nuvem. Os mais comuns são:

  • Serviços de software (SaaS – Software as a Service): permite o acesso a diversos softwares, sem a necessidade de aquisição de licenças de uso. Também não há necessidade de instalar os softwares localmente;
  • Serviços de plataforma (PaaS – Platform as a Service): uma plataforma praticamente completa, com banco de dados e recursos de segurança, além de facilidades como escalabilidade e suporte a linguagens de programação;
  • Serviços de banco de dados (DaaS – Database as a Service): permite o acesso a uma base de dados para consulta e armazenamento;
  • Serviços de infraestrutura (IaaS – Infrastructure as a Service): oferece uma solução completa de hardware (ou de máquinas virtuais);
  • Serviços de teste (TaaS – Testing as a Service): um ambiente completo para testes e simulações.

Tipos de infraestrutura em nuvem

Existem três tipos básicos de infraestrutura em nuvem. Eles se diferenciam principalmente quanto às possibilidades de controle sobre os recursos do ambiente.

Tipos de nuvem

Estamos falando da nuvem pública, da nuvem privada e da nuvem híbrida.

A nuvem pública

É a forma mais utilizada de estrutura em nuvem. Nela, os recursos de TI são disponibilizados por um provedor e compartilhados por diferentes clientes.

Para as empresas, usar serviços em nuvem pública pode trazer vantagens como:

  • A terceirização de toda a gestão dos recursos de TI, que fica sob responsabilidade do provedor do serviço na nuvem;
  • A redução de custos, pois cada empresa paga apenas pelos serviços que consome;
  • A escalabilidade, ou seja, a facilidade de contar com mais recursos computacionais, se necessário.

A nuvem privada

Na nuvem privada, a empresa mantém a sua própria estrutura de nuvem, apenas aproveitando a conectividade proporcionada pela internet.

A principal vantagem nesse caso é a autonomia para configurar a infraestrutura. Outra possível vantagem está na maior segurança que um ambiente mais fechado pode, em princípio, oferecer.

Por outro lado, perde-se em escalabilidade e os custos são mais elevados, pois a empresa precisa arcar com toda a gestão dos recursos.

A nuvem híbrida

A nuvem híbrida é um misto entre os modelos de nuvem privada e de nuvem pública.

Uma possível forma de utilização desse modelo é através da segregação de dados, mantendo os dados confidenciais e críticos na parte privada e os dados não confidenciais na parte pública.

Também é possível aproveitar a escalabilidade da parte pública para suportar eventuais picos de processamento ou armazenamento.

Principais benefícios da computação na nuvem

Listamos a seguir alguns dos principais benefícios proporcionados pela adoção da computação na nuvem.

Redução de custos

Este talvez seja o mais visível dos benefícios. Com a computação na nuvem, a empresa pode chegar a eliminar praticamente todos os gastos que teria com uma estrutura local de TI, pagando apenas pelos serviços consumidos junto a um provedor.

Mobilidade

Com qualquer dispositivo que se conecte à web e uma autorização, é possível acessar os serviços de TI da empresa.

Assim, pode-se trabalhar em home office ou até em trânsito, trazendo agilidade e produtividade para o dia a dia.

Acesso centralizado

Apesar de estarem fisicamente remotos e distribuídos, os recursos de TI são acessados a partir de um ambiente virtualmente centralizado.

Assim, a empresa tem mais facilidades e total agilidade para exercer um controle sobre a execução dos serviços de TI.

Facilidades para o trabalho colaborativo

A computação na nuvem facilita a realização de trabalho colaborativo a partir da troca, sincronização e compartilhamento de informações.

Escalabilidade

É a característica que permite a uma empresa obter mais recursos (de processamento e de armazenamento, por exemplo) para absorver um eventual pico no volume de dados processados.

Da mesma forma, descartam-se facilmente recursos tornados desnecessários em um cenário de redução do volume processado.

Como a empresa paga apenas pelos serviços que consome, não há desperdícios.

A SAP e a computação na nuvem

Há alguns anos, mesmo em sua confortável posição de liderança no segmento de softwares de gestão empresarial, a SAP identificou na computação em nuvem uma tendência.

A empresa então redefiniu suas estratégias e, especialmente entre 2012 e 2015,  adotou importantes medidas no sentido de ampliar o seu portfólio de produtos para a nuvem.

SAP e a computação na nuvem

Ao lançar o HANA Cloud Platform e adquirir empresas que já tinham forte atuação com essa tecnologia, como a SuccessFactors, a Concur e a Ariba, a SAP tornou-se definitivamente uma importante provedora de serviços de plataforma e de software em nuvem.

Até mesmo o SAP ERP, principal produto da empresa, ganhou sua versão para nuvem com o S4/HANA Cloud.

Atualmente, as receitas da SAP com produtos para a nuvem já superam as dos demais produtos e a estratégia da empresa continua em andamento, com um número crescente de soluções para essa tecnologia.

Conclusão

Apesar de ainda existirem empresas que não aderiram à nuvem, o movimento em sua direção tem se mostrado irreversível.

Portanto, conhecer as características da computação na nuvem mostra-se fundamental para quem pretende permanecer atualizado em relação às tecnologias em uso no mercado.

O que é computação na nuvem?

Sobre ou Autor:

Bacharel em Ciências da Computação, seu perfil profissional está solidamente construído com experiência no sistema SAP ERP. São mais de 18 anos de utilização, com projetos de implantação, upgrade, melhorias, suporte e treinamentos.

Deixar Um Comentário

error: Desculpe, a cópia de conteúdo não é permitida.