Você mantém seu perfil profissional atualizado no Linkedin? Se não o faz, pode estar desperdiçando ótimas oportunidades profissionais.

Manter um perfil nessa rede social está se tornando um item obrigatório para quem busca se destacar no mercado de trabalho.

Mas o que é o Linkedin?

Podemos dizer que, no início do século 21, o Linkedin soube, como ninguém, promover a fusão entre:

  • O tradicionalíssimo mundo das agências de emprego, com suas ofertas de vagas de um lado e seu banco de currículos de outro;
  • A crescente corrida pelo networking profissional;
  • E todo o dinamismo das redes sociais, que explodiu praticamente no mesmo momento em que o Linkedin nascia.

Neste artigo você vai saber mais um pouco sobre o Linkedin e entender por que razão um bom  profissional não pode ignorá-lo.

O que é Linkedin?

O Linkedin é, desde que surgiu, a principal referência na internet como rede social voltada para relacionamentos profissionais.

Na época em que o site entrou em operação (2003), as redes sociais ainda não haviam se tornado tão populares como viriam a ser logo em seguida.

Mas já naquela altura o Linkedin aliava as características de um banco de currículos com as possibilidades de interação entre seus membros inscritos.

Ao longo dos anos seguintes, o Linkedin acompanhou toda a evolução das redes sociais, sem perder seu foco original, voltado para as relações profissionais.

Em termos de adesão, os números do Linkedin sempre impressionaram positivamente, desde o seu primeiro ano de funcionamento.

Em 2016, a Microsoft, na maior transação de sua história, adquiriu a rede por cerca de 26 bilhões de dólares.

Atualmente, o Linkedin tem mais de 500 milhões de inscritos, sendo 30 milhões no Brasil.

O site tem versões em 24 idiomas, estando presente em aproximadamente 200 países, ou seja, em praticamente todo o mundo.

Muitas empresas já adotam o Linkedin como ferramenta em seus processos de contratação de novos colaboradores.

Para que serve o Linkedin?

Para um profissional, o Linkedin constitui uma poderosa ferramenta, que lhe permite:

  • Fazer a divulgação de suas qualificações profissionais;
  • Ampliar sua rede de contatos profissionais (networking);
  • Aprimorar conhecimentos;
  • Procurar oportunidades de trabalho ou de negócios.

Já uma empresa pode utilizar o Linkedin para:

  • Divulgar vagas e outros comunicados;
  • Publicar conteúdos;
  • Participar de grupos de discussão;
  • Fazer anúncios;
  • Prospectar talentos, clientes e parceiros.

Como funciona?

De uma forma geral, o Linkedin se assemelha às principais redes sociais que conhecemos, com a diferença de que ele tem um caráter mais formal e é claramente orientado para objetivos profissionais.

Em primeiro lugar, para se inscrever no Linkedin, você precisa criar um perfil, em que devem constar seus dados pessoais e de contato, além de informações profissionais e acadêmicas.

Além disso, você pode acrescentar um resumo sobre sua carreira, indicar links para um site ou blog e adicionar publicações.

O próximo passo é a inclusão dos contatos, ou conexões. A recomendação aqui é estabelecer vínculos com pessoas diretamente ligadas à sua área de interesse profissional.

A ampliação da rede de conexões ocorre como em outras redes sociais.

Assim, por exemplo, se você tem uma conexão com 10 pessoas e cada uma delas, por sua vez, tem conexões com outras 10 pessoas, ao final, o seu perfil será conhecido por 100 conexões (10 x 10). As conexões indiretas ampliam em muito a visibilidade de um perfil do Linkedin.

Além disso, você pode tornar-se seguidor de uma empresa, colocando-se em uma relação de visibilidade direta com os outros perfis que também a seguem.

Recursos disponíveis no Linkedin

Uma vez criado o perfil, é importante saber utilizar a rede para extrair todo o potencial que ela pode oferecer.

Algumas das principais funcionalidades do site dão bem uma ideia do que é possível fazer na rede. Por exemplo:

  • Na página inicial, há uma opção para localizar pessoas, bastando digitar seu nome e clicar na opção de pesquisa.
  • Na aba Perfil, é possível acrescentar ou atualizar suas informações profissionais.
  • Na aba Rede, faz-se o gerenciamento dos contatos.
  • Na categoria Empregos, podem ser feitas pesquisas avançadas de vagas, anunciar oportunidades e gerenciar as buscas.
  • Na opção Interesses, é possível criar grupos, localizar empresas e Instituições de ensino.

Como usar o Linkedin (para profissionais)

Em primeiro lugar, o profissional deve ter em mente que o Linkedin é uma rede social diferenciada das demais. O que se busca ressaltar nessa rede é, principalmente, a sua qualificação profissional.

Assim, deve haver um cuidado com a adequação, tanto da forma como do conteúdo a ser apresentado.

Outros cuidados básicos a serem tomados na apresentação de um perfil são:

  • Colocar uma foto no perfil: estatísticas indicam que perfis com foto recebem 14 vezes mais visualizações que perfis sem foto. É importante também que a foto seja adequada ao perfil profissional que se quer divulgar.
  • Criar um bom resumo do perfil: o resumo que fica no topo da página deve conter as palavras-chave do perfil do profissional, transmitindo informações relevantes, como o que ele faz e quais são as suas principais experiências e realizações.
  • Preencher o perfil do modo mais completo possível: informações como atividades voluntárias ou filantrópicas, projetos acadêmicos e outras são também muito observadas pelas empresas.
  • Personalizar a URL: customizar o link para a página faz com que o Google a avalie melhor para efeito de ranking de buscas.

Se você fizer uma busca no LinkedIn por consultor SAP, programador ABAP, consultor SAP BASIS ou Key User SAP, você vai notar que os melhores perfis estão usando as técnicas descritas acima.

A importância da interação

Por outro lado, o Linkedin é uma rede social e como tal é importante estabelecer uma interação com as empresas e os demais profissionais que lá se encontram.

Fazer a divulgação das próprias qualificações profissionais passa pela iniciativa de participar dos grupos, interagir e publicar bons conteúdos.

Quando empresas procuram profissionais no Linkedin, além de dar preferência a perfis completos, bem apresentados e atualizados, elas também observam o quanto esses perfis são interativos na rede.

O próprio Linkedin faz uma boa avaliação de páginas nessas condições, auxiliando-as a ganharem destaque.

Melhorando a visibilidade do perfil no Linkedin

Em meio a mais de 500 milhões de perfis, é importante que o seu perfil fique bem visível para quem realmente interessa.

Conforme destacado, é preciso interagir na rede. Assim, mais que manter muitas conexões, o importante é que essas conexões sejam relevantes para o perfil e gerem engajamento.

Alguns cuidados básicos podem ajudar nessa tarefa. Por exemplo:

  • Estabelecer o hábito de entrar na rede e interagir nela com frequência.
  • Publicar conteúdos: como em um blog, uma boa produção de conteúdo pode lhe trazer reconhecimento, autoridade. Vídeos são muito bem recebidos.
  • Acompanhar conteúdos publicados por terceiros: de forma recíproca, compartilhar conteúdos publicados por terceiros também fortalece a interação.
  • Tornar-se seguidor de outros usuários: é uma boa forma de qualificar o seu próprio perfil, principalmente para quem ainda não tem tanta experiência e tantos contatos estabelecidos.
  • Participar do Linkedin Answers: o Linkedin Answers é um espaço para troca de conhecimentos. O profissional tanto pode procurá-lo para fazer perguntas como para responder às perguntas de outros. Profissionais que se sobressaem respondendo a muitas perguntas ganham autoridade.

Como usar o Linkedin (para empresas)

Com a grande concentração de profissionais na rede, é natural que as empresas recorram a ela para realizar suas contratações.

Com efeito, o Linkedin também dispõe de algumas funcionalidades voltadas para o uso de quem quer selecionar e recrutar profissionais.

Entre essas funcionalidades, encontram-se:

  • A Company Page: assim como cada profissional tem o seu perfil, cada empresa pode criar a sua Página de Empresa, mantendo nela algumas informações relevantes sobre sua atuação e divulgando oportunidades de trabalho. E assim como o próprio site / blog da empresa ou as páginas mantidas em outras redes sociais, a Company Page do Linkedin torna-se um importante canal de comunicação com o público externo.
  • O Linkedin Pulse: trata-se de uma ferramenta para publicação de conteúdos, uma forma de atrair audiência e reputação para a empresa.
  • Os grupos de discussão: são canais bastante adequados para as empresas divulgarem projetos e até mesmo vagas de uma forma mais eficiente e direcionada, devido ao perfil mais específico de seus integrantes.
  • O Linkedin Ads: as empresas podem pagar para realizar campanhas de divulgação através de banners na timeline ou impulsão de posts, por exemplo. A eficiência desse tipo de divulgação tende a ser alta, pois é dirigida a um público de perfil bastante adequado.

Conclusão

Certamente existem na internet outras redes voltadas para questões profissionais, mas até aqui nenhuma alcançou o destaque e a importância conquistados pelo Linkedin.

Para profissionais que trabalham com o sistema SAP e que querem se sobressair no mercado de trabalho, manter um perfil atualizado nela é obrigatório.

Que tal aproveitar e seguir a página da Evo Educação no LinkedIn? Clique aqui.